Tiny House: Casa sobre rodas?

Sim! O termo Tiny House, nas suas versões mais populares, se refere a uma habitação de pequeno porte que tem como base uma plataforma sobre rodas. Mas não é só isso. Nesse texto você vai ver que tiny house é ainda mais do que uma “mini casa sobre rodas”, é um estilo de vida!

Que moda é essa?

Foi nos Estados Unidos que esse movimento surgiu e ganhou força. Hoje já existem diversas empresas ao redor do mundo especializadas na construção dessas pequenas casas. Mas afinal quão pequena é uma tiny house? Até 2017, não se tinha uma definição exata até que o ICC (International Code Concil) aprovou a seguinte definição:

Tiny House é qualquer habitação não maior do que 37 m² de área de chão excluindo os lofts.

Ou seja, uma tiny house não passa de 37 m² de área térrea, não considerando áreas como de mezanino por exemplo. É importante destacar também que as tiny houses precisam ser leves pois elas serão transportadas eventualmente e é o tipo de construção dessas pequenas casas que garante o seu peso ideal. Normalmente, as tiny houses são construídas em wood frame ou steel frame que são construções leves. O wood frame usa como material principal a madeira e é o sistema que nós escolhemos para a K.BANA. O steel frame se assemelha ao wood frame porém usa aço para os elementos estruturais internos.

Mas não para por aí! O movimento Tiny House também se refere a um estilo de vida – o de viver mais com menos. É sobre viver simples, aproveitar o mundo lá fora e é também conectar as pessoas dentro de um lar. O movimento incentiva a simplificação no estilo de vida, a libertação da ideia de que temos que ter casas enormes e arcar com custos cada vez maiores.

Às vezes precisamos pensar pequeno (tiny) para viver grande.

Essa frase é da empresa Wind River que você conhecerá nas próximas fotos. E aí, já está inspirado para viver esse estilo de vida? Nas fotos seguintes eu mostro algumas tiny houses que ganharam destaque pelo mundo – não tem como não querer uma 🙂

Lykke da empresa Wind River

Essa Tiny House é da empresa americana Wind River e o nome dela é Lykke, uma palavra dinamarquesa que significa felicidade. Vamos conhecer o interior dela?

Percebam os detalhes em madeira; ali no mezanino fica o quarto
O quarto oferece todo o conforto que uma pessoa precisa e nada mais!
Aqui todos os espaços são aproveitados

A próxima tiny house é de um país vizinho nosso. A empresa Tiny House Uruguay tem a proposta de construir casas confortáveis, funcionais, com grande qualidade e estilo.

Por fora parece tão pequena, por dentro tão grande
Agora deu vontade de sentar nesse sofá e tomar um café
E não é que cabe todo mundo e com todo o conforto?
Enfim o quarto!

E finalmente a última tiny house que é a imagem de destaque desse texto: a Sojourner. Sojourn significa descansar, morar ou permanecer. Essa tiny house é da empresa australiana Hauslein e possui 28,5 m².

Sojourner da empresa australiana Hauslein

Essa tiny house preza pela funcionalidade de seus espaços sem abrir mão do máximo conforto.

Os detalhes em madeira dão um toque de requinte
Os espaços são amplos e nem parece que tudo isso está em 28,5 m²
No quarto, um espaço que exala conforto

Ficou com vontade de ter um cantinho desses? A gente também 🙂 No próximo post eu mostrarei algumas cabanas para se aventurar sem abrir mão do conforto. Até lá!

Ficou com alguma dúvida? Vem falar com a gente, a gente aaama conversar!

isabela@querokbana.com.br

Fontes:

Wind River Tiny Homes

Tiny House Uruguay

Tiny House Build

Hauslein